Seja uma mulher intrépida

"qual a mulher que, tendo dez dracmas, se perder uma dracma, não acende a candeia, e varre a casa, e busca com diligência até a achar? E achando-a, convoca as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque já achei a dracma perdida”, Lucas 15.8-9

Mensagens

Em uma sociedade patriarcal, como a dos judeus, numa época que poucos davam valor às mulheres, Jesus revoluciona ao citar a atitude de uma mulher como exemplo na parábola da dracma perdida. Ele disse: “qual [é] a mulher...”, isso mostra a identidade e valor que Cristo tem por nós.

O gênero feminino foi desvalorizado por muito tempo, e ainda continua em determinadas culturas, mas, Jesus continua admirando a atitude de uma mulher que não aceita a derrota, e nem estar aquém da posição que o Senhor a colocou.

Se você tem perdido algo em sua vida, e não tem buscado com diligência até encontrar, certamente não está satisfazendo os anseios de Deus. A expectativa do Senhor é a de que venhamos a exercer a nossa ousadia em buscar e crer, como fez a viúva, na parábola do juiz injusto (Lucas 18.1-8).

Que a nossa intrepidez e fé sejam utilizadas para o benefício da obra de Deus. Busque ao Senhor e clame pelo manifestar de Sua Justiça em todas as áreas de sua vida. Lembre-se de que “... aquele que pede, recebe; e, o que busca, encontra; e, ao que bate, abrir-se-lhe-á”, Mateus 7.8.


Regiane Cardozo

MQV - Paraíba